HÉVERTON FERNANDES poesias de amor

SEJAM BEM VINDOS (AS) A ESTE BLOG
ELE FOI CRIADO POR UM DEFICIENTE QUE APRENDEU A CRIAR POESIAS DE UM AMOR, PARA UM AMOR, DE UMA HISTÓRIA, DE UM DESABAFO ETC...
DEIXE SEU COMENTÁRIO E SE DESEJAR, SIGA-O.
QUE DEUS TE ABENÇOE!


07/08/2011

VINTE E OITO ANOS DE ESTRAD

 QUANDO EU NASCI, MAMÃE NOTOU ALGO DIFERENTE EM MIM
EM MINHAS MÃOS, EM MEUS PÉS E EM MINHA CABEÇA... EM FIM
EU NÃO ERA UMA CRIANÇA IGUAL ÀS OUTRAS TANTAS QUE NASCIAM.
MINHA CABEÇA ERA A QUE MAIS PRECISAVA DE ATENÇÃO
ESTAVA SEM CONTROLE, ATÉ QUE PRECISOU FAZER UMA OPERAÇÃO
PELO MOTIVO QUE DESDE O MOMENTO QUE NASCI ELA CRESCIA!
EU TINHA TRÊS MESES DE VIDA QUANDO PASSEI POR ESSE MOMENTO
OS MÉDICOS DISSERAM QUE IRIAM FICAR TRISTE OS DOIS SENTIMENTOS
DE MEUS PAIS QUANDO ELES SOUBESSEM O QUE ELES IRIAM FALAR.
OS MÉDICOS QUE ME OPERARAM NEM SEI QUEM SÃO DE VERDADE
MAIS SEI QUE ÀS VEZES AQUILO QUE IRIA SE TORNAR REALIDADE
O DESTINO DE UM MINUTO PRA OUTRO FEZ EM MINHA VIDA MUDAR...
HOJE EU ESTOU VIVO, SOMADO VINTE E OITO DE ANOS DE ESTRADA
MAIS, DISSERAM QUE EU TERIA ALGUNS MESES DE VIDA E MAIS NADA
NEM MAIS UM SEGUNDO DAQUELES TRÊS MESES DETERMINADO.
JÁ SE VÃO VINTE E OITO ANOS QUE SIGO NESSA MINHA VIDA
ÀS VEZES A TRISTEZA ME DERRUBA, MAIS A ALEGRIA É MAIS QUERIDA
E OS CONSELHOS QUE RECEBO, EU PROCURO NUNCA ESQUECER...
QUEM FALA DE MIM, SEM ANTES SABER A MINHA HISTÓRIA
NÃO SABEM QUE TENHO COISAS ESCONDIDAS NA MEMÓRIA
E QUE SEM OS TRÊS CENTÍMETROS DE OSSO EU POSSO DIZER...
NÃO FICO TRISTE POR DEUS TER ME DADO UMA DEFICIÊNCIA
PELO CONTRÁRIO, POR CAUSA DELA TENHO GRANDE EXPERIÊNCIA
DE USAR AS PALAVRAS PARA DESCREVER AQUILO QUE TINHA PENSADO.
TEM GENTE QUE FICA SORRINDO E ME TRATAM COM PRECONCEITO
ACHO QUE NÃO SE OLHAM NO ESPELHO PARA VER O SEU JEITO
NEM IMAGINAM QUE NESSE MUNDO SOMOS TODOS IGUAIS.
A MINHA CABEÇA, TRÊS CENTÍMETROS DE OSSO ESTÃO EM FALTA
POR OUTRO LADO A INTELIGÊNCIA ESTÁ CADA VEZ MAIS EM ALTA
E POR TRÁS DA APARÊNCIA EU ESCONDO ALGO A MAIS

QUANDO EXISTE UM MILAGRE, A CIÊNCIA SE CALA (AUGUSTO CURY)

HÉVERTON FERNANDES POESIAS DE AMOR